Panquecas de Aveia

As panquecas como todos nós sabemos são uma excelente forma de iniciar o dia, por isso nada melhor do que uma receita simples e rápida para sair de casa com a melhor disposição. 🙂

 

Ingredientes:

  • 130gr de farinha de aveia;
  • 1 ovo;
  • 50ml de claras de ovo;
  • 2 scoops de proteína (usei uma de sabor a chocolate);
  • 170ml de bebida vegetal.

Preparação:

  1. Começar por adiconar todos os ingredientes, bater e obter uma massa mais ou menos homogénea.
  2. Colocar uma frigideira anti-aderente em lume brando;
  3. Deitar a massa suficiente para uma panqueca na frigideira e deixar durante cerca de 30 segundos, assim que se verificarem uns pequenos furos nas bordas da massa, está pronta para virar (idealmente com uma espátula);
  4. Deixar a outra parte durante cerca de 20 segundos e está pronta.

 

Gosto particularmente de as acompanhar com canela, quark e fruta.

 

Bom apetite. 🙂

Muffins no Microondas


Utilizar o microondas para fazer aqueles bolinhos gulosos, de bom aspecto e pouco açúcar, é o melhor para quem não quer perder muito tempo na cozinha.

Todas as receitas que existem são bem simples, com poucos ingredientes ou passos para dar e o que aparece na foto tem essas características.

Ingredientes:

150ml de claras
1 scoop de proteína
1 scoop de farinha de alfarroba
2 scoops de aveia fina
1/2 café de fermento

Preparação:

  1. Misturar todos os ingredientes;
  2. Verter a mistura em recipientes próprios de microondas
  3. colocar 3m no micro e felicidade no máximo! ?

Rende cerca de 4 Muffins.

Correr com ritmo

Para mim, música e corrida combinam.

Quem me conhece, já o sabe e os meus BEAT estão sempre presentes a acompanhar cada passo, por isso decidi criar a playlist que vai acompanhar-me nos próximos 21 km da minha carreira.

Esta playlist tem a particularidade de durar 1h40m, que é precisamente o tempo que pretendo fazer, ou seja, o meu melhor de sempre.

 

Vamos todos com uma playlist top à Meia Maratona do Porto. 🙂

 

 

“Third time is a charm!”

Falta uma semaninha… E por muita preparação (física e psicológica) que uma qualquer prova acarrete, esta toca-me de forma especial. É na minha cidade, por isso, claro que estou a falar da Meia Maratona do Porto. Correr pelas ruas que noutros dias percorro sem pressas, mas também se calhar sem grande atenção, tem um sabor especial. E vou fazê-lo pela terceira vez, é caso para dizer: “Third time is a charm!” 🙂

Organizada pela runporto.com, a 10ª Meia Maratona do Porto terá início junto à Ponte do Freixo e termina no Jardim do Calém – Fluvial. Na meta os participantes terão ao seu dispor o acesso aos balneários do Clube Fluvial Portuense para aquele banho bem merecido (ou então no próprio Rio). Pelo meio, passaremos ou avistaremos locais tão mágicos quanto inspiradores: a ponte D. Luís, a Torre dos Clérigos, o imponente edifício da Alfândega, o descontraído Palácio de Cristal e majestosa Ponte da Arrábida.

Para quem vem de fora, a organização preparou algumas parcerias com algumas unidades hoteleiras da cidade do Porto, com o objetivo de proporcionar condições especiais de alojamento para os atletas e os seus acompanhantes. Assim já não há desculpas para não participar. Até podem trazer a família e os amigos, já que um grupo de apoio faz maravilhas pela auto estima de cada um, certo? Lista de hotéis parceiros aqui: http://www.meiamaratonadoporto.com/pt/reservas-de-hoteis-ofertas-especiais-2016/

E já que estás pelo Porto, aproveita o resto do domingo para passear e descontrair. Sugiro um almoço pela zona da Ribeira, com o Rio Douro como cenário de fundo e um passeio pela marginal, bem como sugere Rui Veloso: “da Ribeira até à Foz.” Quando a semana de trabalho, ou de estudo, iniciar na segunda-feira até vais ter energias renovadas (afinal vieste correr ao Porto).

Percurso:

meiamaratona_percurso
Percurso – Direitos da imagem: Run Porto

Participa na meia maratona do Porto e ajuda quem precisa

A prova também tem uma vertente solidária que gostaria de destacar: a associação Legião da Boa Vontade estará presente no local de entrega de dorsais para realizar uma recolha de alimentos para criação de cabazes para famílias carenciadas. Por isso, sugiro que juntem o agradável (correr, claro) ao útil (ajudar quem precisa).

 

Se ainda não se inscreveram, poderão fazê-lo até dia 17, às 19h, na Alfândega do Porto, mediante o pagamento de 20€. Mas apressem-se, pois podem correr o risco de já não haver vagas.

 

E como relembrar, faz bem, aqui ficam os meus tempos nas duas primeiras:

2014 » 02:02:29

2015 » 01:43:01

 

E agora, quem aceita entrar neste desafio comigo?

 

 

Regressei ao Virgin Active

Voltei ao Virgin Active, onde já havia treinado e reservava saudades.

Sim, procurava boas condições de treino, espaço amplo, uma grande variedade de máquinas, horários descomplicados, salas limpas e uma equipa de treinadores residente.

De todos os ginásios de rede onde já treinei, sem dúvida que o Virgin Active é a melhor opção e onde posso registar um acompanhamento do treino e alguém que me tira dúvidas sobre os exercícios, característica esta que já não sabia que existia e que se encontra em poucos ginásios. Aproveitei esta época de Verão para mudar, após um período de muito trabalho em Junho, juntei a motivação às boas condições e estou a treinar lá desde o inicio do mês de Julho, seja no do Porto ou no de Gaia.

No Porto, temos a vantagem especial de estar na baixa do Porto e usufruir de um SPA 5 estrelas, enquanto que em Gaia, para além das boas condições de treino, luz e facilidade de acesso, permite facilmente percorrer até à marginal de Gaia, para complementar os treinos com um excelente cardio e terminar no SPA deste ginásio. 🙂

Uma outra característica única destes dois ginásios e que é mesmo única na Invicta e arredores, é o pé direito condigno que nos permite respirar a sério enquanto treinamos sem parecer que estamos num local fechado.

original

Julho, foi um mês certinho, onde cumpri a grande maioria dos treinos que tinha previsto e que vou partilhar convosco nos próximos dias.

Até já. 🙂

Muffins de Courgette

Mais uma opção para os piqueniques de verão.

Fáceis de fazer e para aproveitar aqueles 30m no final de um sábado antes de um dia de passeio pelo meio da serra.

Receita com a técnica de medição da chávena (de chá).

 

Ingredientes:

  • 2 chávenas de courgette raspada;
  • 1,5 chávenas de farinha integral;
  • 1,5 chávenas de aveia;
  • 150g de mel;
  • 4 ovos;
  • 1 chávena de iogurte natural;
  • 1 chávena de proteína de chocolate;
  • 2 C.chá de bicarbonato de sódio;
  • 1 C.café de sal

 

Preparação:

  • Misturar todos os ingredientes até ficar homogéneo;
  • Verter para pequenas formas;
  • Levar ao forno pré aquecido a 200º por 15/20m, fazendo o teste do palito.

 

Esta é uma excelente opção para levar um piquenique.

Bons passeios!

Panquecas de banana e iogurte

Panquecas saudáveis, fáceis de preparar e em apenas 3 min estão cozinhadas.

Quantidades para 4 panquecas:
– 1/2 chávena (chá) de aveia fina;
– 1/2 Café com fermento;
– 1 ovo;
– 1/2 banana;
– 1 iogurte natural;
– framboesas congeladas.

 

Preparação:
– misturar todos os ingredientes, excepto as framboesas;
– colocar a mistura em formas de silicone, espalhar as framboesas, como topping;
– levar ao microondas, por 3m na potência máxima.

Acompanhei com chá de limão misturado com café.
Bom Apetite!

Muffins e barras proteicas (caseiras)

Mais um dia a preparar algumas coisas para a semana.

 

Hoje aproveitei que tinha de ligar o forno, pelo que fiz muffins e barras proteicas. Os primeiros para o lanche da manhã, acompanhado por um café e fruta. As barras são um excelente pós treino.

Para preparar, basta misturar os ingredientes que indico a seguir e levar ao forno.

Muffins – formas em papel alumínio e 40m no formo – 180º.

Barras – pequena travessa rectangular e 15m no forno – 180º.

Ingredientes:

Barras

  • 2 C.sopa de manteiga de amendoim;
  • 100ml de bebida de aveia;
  • raspas de uma laranja;
  • 8 scoops de proteína (usei uma com sabor a lemon cheese cake);
  • 2 scoops de aveia fina;
  • 5 C.chá de moringa.

Muffins

  • 150grs de farelo de trigo;
  • 1 C.chá de fermento;
  • 2 scoops de proteína (usei uma com sabor a lemon cheese cake);
  • 1 banana grande (ralar com um garfo);
  • 125ml de clara de ovo;
  • 125ml de bebida de arroz;
  • 2 C.sopa de manteiga de amendoim;
  • 1 C.sopa de mel;
  • canela, qb;
  • pepitas de chocolate preto, qb.

 

Partilhem as vossas experiências com a hashtag #receitasfitman 🙂

Running, why not?

If you never try, you will never know.

É esta a frase que resume a minha paixão pela corrida. 🙂

Gosto de me inscrever em provas, gosto da adrenalina do início de cada prova, de sentir o nervoso dos que correm pela primeira vez, dos veteranos que papam as provas todas e que agora “dizem” que só participam pelo desporto.

Gosto de ver os mais variados modelos de sapatilhas, calções, camisolas, as meias ou meias-calça, as t-shirts – mais técnicas ou menos tecnológicas, os chapéus e todo o guarda roupa, preparado com apreço no dia anterior e carinhosamente acondicionado no chariot.

Amo a nova tecnologia, os smart watches, os relógios desportivos, os smart phones, as abraçadeiras, as APPS e todo o material técnico que permite registar a corrida, o tempo e a partilha do antes e depois da prova.

Gosto de quando me convidam para correr, seja por sms, facebook messenger ou whatsapp,  levantar cedo em dias em que não trabalho e meter pé na estrada com as minhas músicas e playlists do Spotify.

Gosto do sentimento de correr e tentar imaginar todas as pessoas que passam por mim, porque correm tão devagar, o que lhes vai na alma, se querem acompanhar-me, se me chamam de maluco ou se simplesmente se estão a marimbar para mim.

Amo a ideia de chegar a experiente e ter uma parede de casa toda ela decorada com as minhas medalhas das provas em que participei e contar isso aos meus filhos, netos, sobrinhos e companheiros do Lar que irei ocupar.

Gosto de entrar numa loja de desporto e desorganizar os cabides e ver novidades, olhar para as sapatilhas e pesa-las com a mão, como se a mão fosse o pé que as usa.

Gosto de passar o tempo no facebook a ver fotos de provas, ver resultados, ler sobre quem começou a correr, de como evitar lesões e ver locais que um dia sonho poder vir a marcar passos.

Corro porque gosto, e assim manterei entre duas a três vezes por semana o pé na estrada e gastar a sola.

 

Hoje perguntaram-me, “como posso fazer para ganhar vontade de correr?”

Não soube responder naquela hora, mas a resposta está aqui!

Correr é isto…

E para vocês?

 

 

Your Lifestyle,

Your Destiny.

 

 

 

Your Lifestyle | Your Destiny